Automação de processos inteligente

Nesse caso, os robôs são capazes de compreender  informações fora de padrões, que são chamados de dados não estruturados, como mensagens de voz, emails, comunicações em redes sociais, etc. Desse modo, sua capacidade cognitiva abrange também o entendimento da linguagem natural humana, interpretando seu conteúdo e tomando decisões a partir disso. Isso é possível devido a uma técnica chamada de verificação cruzada de dados.

Plataformas cognitivas

Representam o último estágio da robotização corporativa. Esses RPAs conseguem aprender a partir das suas próprias experiências e modificar o seu comportamento para se adaptar a novas tarefas cada vez mais complexas. Assim, conseguem extrapolar conclusões. Isso lhes dá a capacidade, por exemplo, de integrar sistemas com os quais não tiveram contato previamente ou fazer relatórios completos de Big Data a partir da interpretação do conteúdo linguístico e de ações passadas.

Grande parte dos sistemas utilizados atualmente estão limitados a robotização baseada em regras, pois ela é mais simples e exige menos hardware. No entanto, a medida que o futuro se aproxima, as plataformas cognitivas ficam mais presentes e mais baratas. Por isso, será possível que daqui a alguns anos elas sejam a maioria nos ambientes corporativos.

Certamente as grandes tendências se referem à integração da robotização com outras ferramentas da transformação digital, como a Internet das Coisas (IoT). A IoT é a implementação da tecnologia digital em objetos do uso cotidiano das empresas e das pessoas. Para isso, vários sensores conectados à internet transmitem dados importantes sobre a produção, as condições ambientais e outras varáveis para o RPA. A partir disso, os softwares podem tomar decisão sem a intervenção humana.

Por exemplo, imagine a RPA aplicada a um sistema de controle de frota. Instalam-se sensores GPS em todos os veículos. O gestor cadastra o trajeto dos caminhões nos softwares baseados em RPA e eles monitoram automaticamente a conformidade com o planejamento. Caso algum motorista saia do trecho pré-determinado ou se atrase significativamente, o RPA reconhecerá a transgressão e enviará uma mensagem para o motorista e para o gestor da frota.

Quais são os benefícios da robotização de processos corporativos?

A robotização de processos corporativos garante uma série de vantagens para a empresa. A seguir, vamos abordar as principais. Acompanhe.

Agilidade na execução de tarefas

Os softwares de automação têm uma capacidade de processamento de tarefas muito superior à humana. Sendo assim, eles conseguem executar mais atividades em menos tempo. Isso garante mais agilidade sem prejudicar a precisão e a qualidade dos resultados obtidos.

Economia com recursos humanos

A implantação e a manutenção de robôs para processos corporativos são tarefas que têm um custo muito menor que o de um funcionário. Afinal, não é necessário pagar salários, encargos, benefícios e bonificações. Além disso, com a questão da agilidade, a produtividade é maior — o que torna o investimento ainda mais rentável.

Melhor aproveitamento da mão de obra qualificada

Imagine precisar de um advogado plenamente capacitado para protocolar processos e passar o dia buscando informações atualizadas na internet? Isso é um grande desperdício de mão de obra qualificada, visto que esse profissional poderia estar executando atividades mais especializadas em sua verdadeira função.

Portanto, com o uso dos robôs nos processos corporativos, essas tarefas burocráticas e que não demandam de análises humanas podem ser feitas de forma automatizada. Com isso, os especialistas podem ser contratados para trabalhar somente naquilo em que se especializaram.

Redução de falhas humanas

Com o uso de um software de automação, o nível de precisão na realização das tarefas é muito maior. Isso acontece porque é natural do ser humano cometer pequenos erros — principalmente quando se trata de atividades repetitivas.

Os robôs não se distraem ou se cansam de fazer sempre as mesmas coisas. Além disso, eles executam comandos específicos sem precisar se “lembrar” de todos os passos de cada procedimento, o que evita boa parte dos principais erros.

Como investir na automação de processos corporativos?

A robotização de processos corporativos demanda um planejamento delicado. Afinal, cada empresa tem suas particularidades e elas precisam ser identificadas e respeitadas para que a implantação seja bem-sucedida. A seguir, veremos os passos que devem ser seguidos para garantir uma boa automação de processos.

Entenda os processos da sua empresa

Antes de pensar em automatizar os processos da sua empresa, é preciso conhecê-los a fundo. Por isso, faça um mapeamento de todos eles e documente etapas, entradas, saídas, recursos necessários e afins.

Mesmo que eles não sejam robotizados, é importante tê-los devidamente documentados e estruturados. Assim, fica mais fácil identificar quais são os mais importantes para o negócio e até mesmo se eles precisam ser padronizados e aprimorados para gerar resultados mais eficientes.

Identifique quais podem ser robotizados e a ordem de prioridade

Depois de entender profundamente como se dão os processos da empresa, encontre aqueles que têm tarefas automatizáveis. Ou seja, que contam com tarefas repetitivas e que não dependem da criatividade humana para serem executadas.

Essas tarefas têm grandes chances de serem robotizadas, mas esse não deve ser o único critério de avaliação. Sendo assim, é essencial pensar de forma ampla para relativizar os processos e definir quais são os mais importantes para o negócio.

Por mais que uma atividade possa ser automatizada, se ela não for crucial, o investimento não alcançará resultados satisfatórios. Por outro lado, atacando primeiramente os pontos principais, a implantação é otimizada e os benefícios são bem maiores.

Encontre uma empresa que consiga implementar a solução adequada

Como já foi dito, uma solução de robotização de processos é individualizada e deve respeitar as particularidades de cada empresa. Dessa forma, o fornecedor escolhido deve ser capaz de entender e atender às necessidades.

Por isso, é fundamental fazer uma pesquisa minuciosa sobre os possíveis prestadores. Avalie a reputação da empresa, converse com seus clientes e analise seus casos de sucesso. Tudo isso ajudará a encontrar um fornecedor de qualidade.

Acompanhe de perto todo o processo de implantação

Depois de contratada a empresa fornecedora, começa a fase de implantação. Um dos fatores-chave nessa parte é o acompanhamento constante das atividades — desde o levantamento dos processos que serão robotizados até a entrega final.

Isso garante o total alinhamento entre as expectativas que a sua empresa tem sobre o resultado do projeto e o que realmente será gerado em sua conclusão.

Enfim, a automação de processos corporativos representa uma soma de benefícios que os avanços tecnológicos podem proporcionar para a sua empresa. É a chance que você estava esperando de ver o seu negócio se expandir sem precisar de altos investimentos, principalmente em mão de obra.

Se você está pensando em otimizar seus processos por meio da automação, entre em contato conosco e agende uma conversa. Ficaremos muito felizes em ajudar!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Spread the love