Você já ouviu falar sobre o conceito de robô e RPA? Junto com a transformação digital e as novas tecnologias, a automação vem se destacando devido à série de vantagens e possibilidades que ela traz consigo.

Estamos vivendo na era da informação. Todos os dias, toneladas de dados são gerados dentro das corporações. Já não é humanamente possível coletar e processar tudo isso sem ajuda, por isso, é preciso buscar soluções que garantam uma maior eficiência no dia a dia.

É dentro desse contexto que a RPA — Robotic Process Automation — se apresenta como sistemas de softwares que visam automatizar uma série de tarefas dentro das companhias e garantir muito mais produtividade. Entenda mais, no texto a seguir!

Qual é o conceito de robô e RPA?

Conforme avançamos em direção à total transformação digital, determinadas tarefas repetitivas e tediosas acabam por perder o sentido quando falamos em eficiência, ou seja, fazem com que os colaboradores percam um tempo precioso quando poderiam se dedicar a outras atividades.

Nesse cenário, surge um movimento de automação, de substituição da realização manual de determinadas tarefas por robôs de software munidos de uma programação especial, que são capazes de realizar as mais variadas atividades para as quais forem programados.

De uma forma bem simples, podemos dizer que o RPA é a aplicação da tecnologia, por meio de software, regida pela lógica de negócios, visando a automação completa de tarefas repetitivas e demais processos que se façam necessários.

Por exemplo, por meio da RPA, uma empresa pode configurar robôs para coletar e analisar dados para o processo de uma transação, disparar respostas automáticas a contatos recebidos, comunicar-se com outros sistemas digitais etc. As possibilidades são incontáveis.

Quais são as vantagens dessa tecnologia?

Aumento da produtividade

Ao livrar o seu time de determinadas tarefas, é possível conseguir mais tempo livre para que eles se dediquem realmente ao trabalho que importa, gerando maior produtividade dentro da empresa.

Por exemplo, com uma automação de resposta de e-mails, o colaborador deixa de ter de realizar essa tarefa, podendo utilizar esse tempo em atividades fundamentais para o negócio.

Redução de erros

Tarefas repetitivas costumam ser um problema devido a grande quantidade de erros que elas geram, uma vez que o colaborador tende a deixar de prestar atenção no que está fazendo.

Com o RPA, as falhas são mínimas, e, caso venham a ocorrer, alguns ajustes de programação garantem que ela não aconteça mais.

Melhoria da eficiência dos processos

Sistemas automatizados conseguem realizar tarefas mais rápido do que qualquer humano. Com isso, as tarefas que forem repassadas a eles serão muito mais eficientes.

O que esperar do futuro?

Em um futuro próximo, a RPA e o uso de robôs de software será algo totalmente corriqueiro. Afinal, dentro de cada empresa, existem várias tarefas que podem ser automatizadas para o ganho de eficiência.

Contudo, é preciso entender que criar um robô que realize atividades de forma automática não é uma tarefa fácil e, geralmente, o ideal é contar com o apoio de uma empresa especializada, que possa compreender a demanda e programar o sistema de acordo com o que é necessário.

Além disso, ainda existe a possibilidade de realizar a integração entre tecnologias, com o advento da Inteligência Artificial, do Machine Learning e da Internet das Coisas.

Chegamos ao fim deste post e esperamos que você tenha, agora, uma compreensão melhor acerca dos conceitos de robô e RPA, e de como eles podem ser úteis para a sua empresa.

Se você gostou deste post, compartilhe-o em suas redes sociais e auxilie também os seus amigos!

Spread the love